top of page
  • Debora Ly Rolino

Todo excesso esconde uma falta

Somos seres complexos em busca de soluções simplistas.

Somos bons ou maus. Tranquilos ou ansiosos. Seguros ou inseguros.

Escolhemos um “lado" da nossa personalidade.

Alienamos o outro.


Porém os opostos estão intimamente relacionados entre si.

Toda totalidade é composta por suas polaridades.

Negá-las não faz com que não existam.

Apenas fornece "passe livre" para que atuem de forma velada, não consciente.

Quando um sentimento ou característica é tachado como “negativo” pela sociedade, tendemos a negá-los em nós.

Tais conteúdos continuam vivos mas perdemos o controle sobre eles.

Passam a se manifestar através de sintomas como ansiedade ou então os projetamos nas outras pessoas.

Perdemos a oportunidade de nos conhecer. De nos superar. De crescer.

Como psicóloga aprendi que o pensamento em opostos está radicado no organismo humano.

É uma “qualidade essencial de nossa mentalidade e da vida em si mesma”.

Logo, parte do meu trabalho é ajudar indivíduos a reconhecer suas polaridades, inclusive aquelas que reprovam, de forma a integrá-las.


O processo terapêutico nos ajuda na diferenciação das partes com as quais nos identificamos e aquelas a que resistimos.

Passamos então a agir de forma menos estereotipada.

Não somos mais "bom ou mal", "certo ou errado”.

As diferenças e os conflitos deixam de ser algo negativo.

Passamos a vê-los como parte da vida e oportunidade de crescimento.

Com a terapia ampliamos nossa consciência e passamos a nos aceitar de forma integral.


Saudações cordiais,


Débora Ly Rolino CRP 06/159416


🌎 Atendimentos online e presencial. “Quando eu me aceito, então eu mudo.”

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page